fbpx

Inbound marketing no e-commerce: conquiste seus clientes para aumentar as vendas orgânicas da sua operação.

O inbound marketing para e-commerce é uma das estratégias de marketing que vem sendo cada vez mais aplicada por gestores de operações. 

Isso porque o marketing auxilia diretamente no processo das vendas desde muito antes do advento da internet e da popularização das compras online.

Mas afinal, como elevar os percentuais de atração e de conversão, sem precisar investir uma boa parte do capital da operação em Tráfego Pago?

O inbound marketing pode ser uma das respostas para essa pergunta.

E, por isso, vamos entender neste artigo como funciona esta tática, como utilizá-la com excelência no cotidiano e consequentemente, aumentar cada vez mais suas vendas.

O que é o Inbound Marketing?

Para que consigamos atingir um número cada vez maior de pessoas comprando, sabemos que o caminho é árduo e que não acontece do dia para a noite.

Inclusive, desconfie de profissionais que apresentarem discursos prontos e promessas fáceis demais.

 O universo das vendas sempre foi extremamente desafiador, sobretudo quando falamos do comércio online.

Portanto, estratégias rasas dificilmente se destacam dentro do mercado do e-commerce.

Dito isto, podemos chegar à explicação mais breve do que é o inbound marketing, um conjunto de ferramentas que quando utilizadas da forma correta, auxiliam no desenvolvimento de uma conexão mais forte com o seu cliente, utilizando a atração, conversão e encantamento deles.

Diferentemente do Outbound Marketing , que aborda estratégias como os anúncios pagos, praticando ações um pouco mais “agressivas” e explícitas, o inbound busca cativar o público de maneira sutil e com um investimento financeiro menor. 

Além disso, ele inverte o modelo de atração do outbound, que costuma ir atrás do cliente, de modo que no inbound, o cliente é atraído por vários pontos de contato até a loja virtual.

Dizemos, então, que é uma ação indireta, pois nem sempre ele deixa explícito que a intenção das diversas interações e ofertas de conteúdo pretendem acabar em uma venda.

Logo, essa estratégia é sempre executada com o apoio de um bom conteúdo, objetivando sanar determinadas dores do consumidor, sem que ao menos ele perceba isso.

O Funil de Vendas e o Inbound Marketing no e-commerce

O funil de vendas é uma ferramenta muito utilizada para sabermos em qual estágio nossos clientes se encontram.

Dessa forma, conseguimos realizar uma  acertada escolha das melhores estratégias de acordo com os objetivos no momento.

Utilizando como base de atração do inbound marketing no e-commerce, o consumidor vai interagindo com os conteúdos e outros pontos de contato, ao mesmo tempo em que está sendo preparado para a compra.

Isso acontece porque a atitude de comprar um produto no seu e-commerce, se realiza quase que automaticamente, depois de toda jornada percorrida.

A partir do momento em que sua operação oferece conteúdo de qualidade, que interesse à sua persona e cumpra suas demandas, a consequência é a preferência por sua marca, uma vez que:

-vínculos foram gerados;

-eles passam a ver seu e-commerce como autoridade;

-você construiu uma presença digital forte;

-e várias outras questões. 

Embora não seja algo tão rápido, com o inbound, a maior parte do público necessita de um tempo maior para criar conexão e estabelecer uma boa relação de confiança, até que haja um engajamento natural que leve à compra.

Contudo, utilizar o inbound marketing no e-commerce aliado às outras estratégias de marketing e gestão, podem contribuir para um maior resultado de todas as frentes.

Sendo assim, utilizando estratégias sejam realmente eficazes e destinadas aos seus clientes, é possível que você os fidelize, desde que a sua gestão esteja completamente alinhada.

É importante ressaltar que cada ação deve remeter a cada fase da jornada em específico, significando que você e sua equipe precisam estudar o que faz mais sentido e o que chama mais a atenção da persona.

Por isso, entenda como o inbound marketing atua:

Atração

Essa é a etapa onde seu lead ainda está descobrindo o seu e-commerce e aprendendo sobre ele. 

As estratégias utilizadas podem ser o e-mail marketing, e-books, webinars e palestras online, conteúdo de qualidade nas redes sociais;

Geração de leads

Esse é o momento em que o lead dá o primeiro passo, reconhecendo que tem interesse em suas ofertas e significa que  a atração deu certo.

Portanto, é hora de converter os leads criando formulários, acionando CTAs persuasivos em Landing Pages com ótimos layouts oferecendo um conteúdo interessante para esse lead.

Conversão

É o momento em que o seu visitante finalmente se sentiu preparado e seguro e, então, realiza a compra.

Nesse momento, promoções de frete, cupons de desconto para primeira compra ou lançamento de novidades podem ser gatilhos que levem à finalização do carrinho.

Fidelização

Aqui voltamos a nossa atenção ao pós-venda. Uma vez que ele permite a construção de uma relação sólida do cliente com o seu e-commerce.

Sendo assim, disparando pesquisas de satisfação, acompanhando as frequência de compras com o auxílio de CRM e atendimento on/offline (ligações, mensagens de texto e e-mail marketing), você se mantem em contato com os clientes e não permite que ele os esqueça.

Estratégias de Inbound Marketing no e-commerce

Agora que já traçamos o caminho básico para que você possa entender como utilizar as estratégias de Inbound Marketing no seu e-commerce da melhor forma, vamos falar sobre como aplicar cada uma delas.

Marketing de Conteúdo

Esta é uma estratégia que vem sendo bastante utilizada, impulsionado pelo aumento do uso das redes sociais e se tornou algo bem mais acessível e rentável a longo prazo.

Mas apesar de parecer algo fácil em primeira instância, um excelente conteúdo depende de muita observação, desenvolvimento minucioso e muito estudo de persona, planejamento, além de foco na execução.

Podemos citar como exemplos de Marketing de Conteúdo:

Blog

Sabe aqueles artigos que você encontra quando pesquisa algo que deseja saber?

São estes artigos que podem fazer uma grande diferença para que alguém decida consumir algo.

Criar um blog para seu e-commerce pode contribuir para a geração de autoridade no assunto trazendo dicas, notícias, atualizações sobre seu segmento e muito mais.

Redes sociais

Não é novidade nenhuma que a população mundial está consumindo cada vez mais conteúdo dentro das redes sociais.

Portanto, é imprescindível estar presente nessas mídias, desde que façam sentido para seu negócio, lembrando de criar conteúdos que entretenham, informem e gerem desejo ao mesmo tempo.

Ademais, o social commerce já é uma realidade, então preparar as redes sociais para vendas é fundamental.

Cadastro de produtos na plataforma

O cadastro de produtos também é uma maneira de gerar conteúdo de valor para seus clientes, principalmente para aqueles que estão no fundo do funil, preparados para comprar

Portanto, utilizar boas descrições que consigam sanar todas as dúvidas dos consumidores contribui diretamente para aumentar a taxa de conversão da sua operação. 

SEO

O SEO também é um grande aliado quando falamos da divulgação de um e-commerce.

Este conjunto de ações serve para otimizar os conteúdos, deixando-os  mais acessíveis e com uma base melhor de buscas.

Dessa forma, facilita com que sua loja seja encontrada pelos motores de busca, como Google, Yahoo e Bing. 

Além disso, é bom ter em mente que os usuários estão sempre procurando respostas rápidas e fáceis, então utilizar os títulos H1, H2 e H3 é fundamental para facilitar a leitura dos textos.

Estude quais são os termos, palavras-chave, mais utilizados e buscados pela sua persona , observe seus hábitos mais comuns ao realizar compras em lojas virtuais e aplique as otimizações de maneira estratégica na sua loja virtual.

Landing Pages

As Landing Pages são ótimas alternativas para campanhas e ações especiais.

Isso porque são páginas estruturadas à parte da sua loja online, que contém conteúdos únicos para download ou resgate de brindes para seus clientes.

Elas permitem obter uma base valiosa de dados, já que o cliente geralmente precisa fornecer informações como nome completo, telefone e e-mail para acessar o que está sendo ofertado.

Em alguns casos, é possível até mesmo descobrir alguns hábitos de consumo e gostos pessoais, dependendo da finalidade.

Logo, utilizá-las pode ajudar a criar uma nova base de leads e começar a nutrí-los com conteúdos que vão fazê-los caminhar pelo seu processo de vendas.

E-mail Marketing

A estratégia do e-mail marketing é muito útil na construção de uma relação próxima ao consumidor do seu e-commerce. 

Dessa forma, além de utilizá-lo para informar seu cliente das transações realizadas no e-commerce, é possível usá-lo para avisar de novos itens, promoções ou indicar uma reposição.

Contudo, é necessário tomar cuidado para realizar disparos demais, porque isso pode acabar gerando um excesso de e-mails na caixa de entrada do seu cliente e sendo sinalizado como spam.

Webinars e Live Commerce

Um bom conteúdo não se resume somente a texto, e os reels e tik toks são uma prova disso. 

Dessa forma, utilizar os vídeos como webinars ou live commerce podem ser ajudar a gerar bastante engajamento, quando  tratam de assuntos que prendem a atenção da audiência.

Através da produção dessas lives, é possível conversar com a sua audiência sobre um tópico importante que tange a sua loja virtual, no caso dos webinars.

E, quando pensamos nas live commerces, as possibilidades de vendas ao vivo são infinitas, podendo oferecer uma nova coleção, realizar uma queima de estoque ou outros tipos de promoção.

Para todos os casos, é importante se atentar ao gosto e necessidades da sua audiência, se realmente gostam de lives, afinal, do contrário seria um desperdício de tempo. 

Então, o inbound marketing no e-commerce é uma boa estratégia para o sua operação?

Diante de todas as informações, é possível perceber que o inbound marketing no e-commerce atua em diversas frentes e pontos de contato com o possível cliente, contribuindo para o estreitamento da relação de confiança.

Contudo, é importante esclarecer que diante desse cenário os esforços de outbound não podem ser descartados, muito pelo contrário.

Quando aliamos inbound e outbound, podemos alcançar resultados positivos altamente expressivos.

Ademais, é um conjunto de estratégias e ferramentas que quando fortalecidas e planejadas a partir de uma gestão completa, tendem a otimizar os investimentos financeiros, o que pode auxiliar a trazer ainda mais lucro para a operação.

Afinal, o inbound marketing no e-commerce gera base de dados, te aproxima do seu cliente em potencial, permite um conhecimento maior sobre o que sua persona deseja e, ainda, possui o poder de atrair tráfego orgânico.

Logo, pode contribuir para a redução de seu CAC e aumento do LTV, um resultado esperado pela maioria dos gestores de e-commerce. 

Gostou do conteúdo e achou relevante? Compartilhe com os outros gestores do seu e-commerce!

Continue nos acompanhando por aqui no blog e em todas as redes sociais da Ge-commerce.

Confira também

Quer receber mais conteúdos como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por e-mail e fique por dentro de todas as novidades do mundo do e-commerce!

Ge-commerce - Todos os direitos reservados