fbpx

Marketing digital e e-commerce: entenda completamente como essa estratégia pode ajudar sua loja virtual a faturar mais.

O consumo de produtos na internet cresceu muito nos últimos anos, apenas no primeiro semestre de 2021, o e-commerce brasileiro faturou R$53,4 bilhões. Então, cada vez mais marcas estão interessadas em vender online e aproveitar o crescimento deste mercado. Por isso, é importante ter estratégias de marketing digital que deem visibilidade para seu e-commerce e que sejam capazes de trazer e fidelizar clientes, além de fortalecer a sua marca.

Com o objetivo de te ajudar com o crescimento do seu negócio, trouxemos este artigo com os principais conceitos, ferramentas e métricas para marketing digital no e-commerce, com elas você terá um caminho para ter melhores resultados no faturamento da sua operação.

O que é Marketing digital

O marketing digital é a forma de divulgação de produtos ou serviços na internet. Portanto, existem muito jeitos de usá-lo em diferentes contextos, estratégias e objetivos.

Além de contar com algumas ferramentas do marketing convencional de forma aprimorada, também foram adicionadas novidades a essa estratégia criada para o mundo da internet. Assim, seu e-commerce consegue se comunicar diretamente com seu cliente e atingir diferentes objetivos de acordo com a sua necessidade.

Mas primeiro, o que é e-commerce?

O e-commerce é o seu local de vendas no meio digital, então é por meio dele que você comercializa o seu produto e presta atendimento ao seu consumidor. Por isso, precisa de uma boa estrutura e suporte para que você não perca vendas no online e consiga atrair e fidelizar clientes.

Mas, além de ser um “local de vendas” o e-commerce é tão complexo quanto a estrutura de uma loja física. Por isso, é necessário uma boa gestão para ter sempre controle de estoque, um ótimo atendimento para que os clientes que cheguem comprem e voltem a comprar. Também é importante ter uma boa vitrine e um mix de produtos atrativo.

Então, é possível que você já tenha um ótimo e-commerce, mas ainda não começou a ter bons resultados com ele. Provavelmente, a causa disso seja a falta de uma boa estratégia de marketing digital.

Como utilizar estratégias de marketing digital em e-commerce

Como já falamos, o marketing digital no seu e-commerce será responsável por divulgar sua marca e, consequentemente, seu produto online. Além disso, estar em contado com seu cliente, gerando relacionamento aliado a estratégias de retenção. 

Por isso, o primeiro passo é entender o seu público por meio da sua persona. Com ela, você consegue entender qual o melhor caminho para falar com seu consumidor ideal. Sem isso, você até pode conseguir atrair um público para o seu e-commerce, mas talvez não consiga converter em vendas, já que eles podem não estar preparados para a compra. 

Com certeza, você pode e precisaará usar mais de uma estratégia de marketing digital no seu e-commerce. Por isso, é importante que você conheça cada uma e entenda sua função e como mensurar a eficiência através dos indicadores. 

Contudo, caso você não consiga acompanhar o marketing e as outras demandas da sua operação, saiba que é possível contratar empresas de gestão de e-commerce pra auxiliar você. 

Principais estratégias de Marketing digital para e-commerce

Aqui você vai encontrar as principais estratégias de marketing digital disponíveis, e são as mesmas que grandes e-commerces do mercado têm usado ultimamente.
Além de trazer retorno em uma média de tempo, podem ser combinadas ou usadas sozinhas de acordo com os objetivos da sua operação.

Funil de Vendas, uma das principais estratégias de marketing para e-commerce

O funil de vendas no marketing digital representa estrategicamente a jornada de compra do seu cliente. Essa estratégia mapeia o momento em que esse consumidor entra no seu e-commerce até o momento que ele finaliza sua compra e até mesmo a avaliação pós-venda.

Entender como o seu cliente navega pelo seu site, o que leva ele ou não a colocar um produto no carrinho e finalizar a compra ajuda a entender como melhorar a experiência dele.

Por isso, todo esse levantamento de dados é extremamente importante para o seu e-commerce. Tudo isso contribui para que seu e-commerce seja otimizado a fim de realizar as vendas para os clientes captados.

Marketing de Conteúdo no seu e-commerce

Certamente, essa é umas das estratégias de marketing digital que ajuda a despertar o interesse do seu público, além de transmitir a sensação de autoridade à sua marca e a de prestação de serviço ao futuro cliente.

Então, você poderá trabalhar essa estratégia de diversas formas e por diferentes canais, e o seu objetivo final é criar conteúdos informativos que agreguem valor para aquele consumidor. Todos os conteúdos criados serão gerados a partir do momento do funil que o seu cliente se encontra, e esse é um dos motivos de entender a jornada do cliente no funil de vendas.

Existem muitos benefícios nessa estratégia como, por exemplo, conscientizar sobre um assunto, oferecer soluções para problemas, enfim, caminhar com o cliente do momento em que ele conhece a marca, entender o que seu produto é o ideal e, então, realizar a compra.

Algum dos canais mais usados para isso são:

-Blogs;

-Plataforma de vídeos;

-Podcasts;

-Redes Sociais.

Redes Sociais

Atualmente, as redes sociais se tornaram uma ferramenta muito utilizada pelas empresas no marketing digital. Afinal, elas ajudam a sua empresa a criar um relacionamento com o público atraindo ainda mais clientes para o seu e-commerce, através de locais como:

-Facebook;

-Instagram;

-Pinterest;

-LinkedIn;

-TikTok etc.

No entanto, é importante estar atento ao seu tipo de e-commerce, para que você não invista em redes nas quais seu cliente não está.

Mas, também através das redes sociais é possível praticar o social commerce, ou seja, vender pelas redes sociais.Tudo graças ao shopping online que algumas dessas plataformas disponibilizam facilitando a jornada de compra do seu cliente, já que ele encontra os produtos e preços e não precisa ficar navegando de um site para outro, e podem decidir finalizar a compra pela rede social ou ir direto à sua loja virtual.

As redes sociais também são importantes, pois te ajudam a ver quantos clientes estão vindo das redes sociais e quantos estão comprando direto do seu e-commerce,ou seja, entender suas fontes de tráfego.

Além disso, o engajamento de outros clientes em likes,número de seguidores e comentários servem como prova social de que seu produto é bom mesmo.

Tráfego Pago para atração de clientes para seu e-commerce

Certamente, você já deve ter se deparado com algum anúncio enquanto usava um site de buscas ou até mesmo nas redes sociais, isso é uma estratégia de marketing digital chamada de tráfego pago.

Basicamente, consiste na contratação de uma plataforma de anúncios para divulgar o seu produto. Mas, a mágica verdadeira dessa estratégia é divulgar seu e-commerce para o seu cliente ideal.

Sendo assim, você consegue filtrar por meio da plataforma as pessoas certas e as palavras-chave mais procuradas, ou seja,  mostra seu produto ou serviço para quem, de fato, tem interesse nele.
Tudo isso graças aos dados que essas plataformas coletam dos usuários todos os dias, descobrindo o que gostam, produtos de interesse, hábitos de consumo etc.

As principais plataformas para esse tipo de anúncio são:

-Facebook Ads;

-Google Ads;

-LinkedIn Ads;

-Pinterest Ads.

Contudo, é importante dizer que investir em tráfego pago precisa ser uma estratégia bem desenhada e acompanhada por profissionais de excelência, para que você não perca capital do seu e-commerce em propagandas pouco aderentes.

Tráfego Orgânico/ SEO

Com o mesmo intuito, de gerar visitas à sua loja virtual, temos o tráfego orgânico. No entanto, esse não usa a compra de anúncios para esse fim, mas sim, estratégias para que seu e-commerce seja encontrado no site de busca.

Então, o nome da estratégia que é usada no seu e-commerce é o SEO. Em mais detalhes, a sigla SEO significa Search Engine Optimization, que traduzido é otimização para mecanismos de busca.

Sua finalidade é potencializar seu site, e para isso utiliza-se palavras-chaves, hierarquização de termo, conteúdo de valor e outras otimizações, assim, quando alguém fizer uma busca relacionada ao seu produto ou serviço terá como resultado sua página de e-commerce, blog ou rede social. 

Além da palavra-chave, é importante ter conhecimento e cuidar de outras partes para que seu e-commerce esteja otimizado, são elas:

-SEO técnico;

-Backlinks;

Cadastro de produtos otimizados para SEO.

Inbound Marketing

O Inbound Marketing também é conhecido como marketing de atração, seu objetivo principal é atrair o cliente em potencial para o seu e-commerce.

Contudo, a principal diferença é que seu foco é na dor e necessidade do consumidor, despertando nele o interesse pelo seu produto ou serviço.

Assim, sua empresa digital está em contato com seu cliente através dos diversos canais de conteúdo, como citamos anteriormente. Então, a ferramenta usada é a via de mão dupla, onde o consumidor é ativo para escolher, opinar e interagir com sua marca enquanto você oferece conteúdos de valor e o atrai.

Remarketing para e-commerce

Certamente, por algumas vezes pode ser que você tenha carrinhos abandonados pelos usuários do seu e-commerce, apesar de ser comum, você deve sempre analisar qual etapa do funil ou da sua loja virtual podem não estar funcionando corretamente.

Com essa estratégia de marketing digital, você anuncia o produto que seu cliente tem desejo ou interesse nos sites e redes sociais que ele navega, principalmente após abandonar o carrinho. Ela funciona para ajudar seu cliente a lembrar da compra que deixou incompleta no seu e-commerce. Também pode ser trabalhada com ofertas especiais a esses clientes com o intuito de que eles adquiram o seu produto.

E-mail Marketing

O correio eletrônico, de certo, é uma das ferramentas mais antigas no marketing digital, mas não se engane pelo tempo dele no mercado.

Essa ferramenta permite que você tenha uma conversa mais direta e personalizada com os seus clientes, além da oportunidade de enviar para o seu banco de clientes mais ofertas especiais e mais adequdas a cada um deles.

Além desses benefícios, o e-mail marketing para e-commerce também traz:

1.Nutrição de leads

Sabemos que somente a captação de leads não garante uma venda, por isso a nutrição de leads, que o e-mail marketing proporciona, pode ser a virada de chave para que aquele cliente realize a compra;

2.Relacionamento

A nutrição de leads já é uma forma de relacionamento, mas não podemos nos esquecer dos clientes que já compraram algum produto seu. Cuidar dos clientes antigos é tão importante quanto dos novos. Por isso, personalizar comunicações mostra uma comunicação mais efetiva e com maiores chances de conversão.

3.Pós-venda

Com o e-mail marketing é possível receber feedbacks de seus produtos e serviços no pós-venda e ainda continuar alimentando seu cliente com produtos que complementem o que ele já comprou. E, ainda, os e-mails de pós-venda são ferramentas importantes pra informar o cliente sobre a situação da compra, envio de código de rastreio e etc.

Principais métricas e indicadores usados no marketing digital para e-commerce

Existem, realmente, muitas ferramentas e estratégias de marketing digital para você usar no seu e-commerce. Mas, nesse momento você pode se perguntar como observar o resultado de cada uma delas.

Afinal, como saber se aquela campanha está realmente trazendo o resultado esperado? Para isso, falaremos sobre as principais métricas e indicadores:

Taxa de conversão

A taxa de conversão mostra os resultados das suas estratégias de marketing digital, essa taxa contabiliza as ações que os usuários têm em relação a campanhas ou até mesmo no seu próprio e-commerce.

Geralmente, o resultado é usado para medir a eficácia de venda. No entanto, dependo do seu objetivo com a campanha pode ser possível medir quantos clicks aquele anúncio teve ou ainda quantos novos e-mails foram cadastrados no seu banco de leads.

Inicialmente, pode parecer um pouco difícil, mas na verdade a conta para taxa de conversão é bem simples. Para fazer esse cálculo você vai usar essa fórmula:

(Nº de visitantes que realizam uma ação / Nº de Visitantes) x 100

Então, como explicado acima você irá pegar o número de visitantes que realizaram uma ação como, por exemplo, se cadastrar para receber promoções. Depois vai pegar o número de visitantes daquela página, anúncio ou site, dividir entre eles e por último multiplicar por 100.

Normalmente, o resultado parece ser baixo, no entanto a média de conversão para e-commerce no Brasil não costuma ultrapassar  1,65%, segundo uma pesquisa realizada pela  Experian Hitwise.

Por isso, não se assuste com o resultado. Mas, sempre busque analisar quais os pontos de contato que podem estar surtindo mais efeito e trazendo mais vendas e clientes.

Ticket Médio da sua operação

Diferente da taxa de conversão o cálculo de ticket médio para e-commerce tem como fim mostrar o quanto, em médio, é gasto no seu site em um determinado período. Dados como esse são importantes para entender suas métricas de vendas e atualizar ou realizar melhorias no planejamento de vendas.

Por isso, para ter esse resultado em mãos você deve usar o seguinte cálculo:

Soma do montante em vendas (R$) / Número de vendas feitas 

Ou seja, você pode fazer esse cálculo para entender alguns períodos como:

1.Levantamento anual

Dessa forma você tem o balanço anual do seu e-commerce mensurando qual a média de valor gasto durante o ano, esse cálculo é interessante para te no planejamento do ano seguinte e nas metas de venda que serão praticadas.

2.Comparativo mensal

A fim de entender qual a performance do seu e-commerce em relação a cada época do ano, datas comemorativas, marketing sazonal etc.

 3.Controle semanal

Além de possuir o controle do quanto ainda falta realizar para atingir a meta do mês, ainda é possível identificar padrões de compra dos seu público em relação a épocas de recebimento de sálario, por exemplo, e criando estratégias como combo de produtos em semanas com movimentação mais fraca. Várias análises podem ser realizadas e ações tomadas à partir dos dados.

4.Ação diária

Assim como o controle semanal, identifica quais dias da semana possui maior número de vendas te ajudando a entender o comportamento do seu público e quando iniciar alguma campanha de marketing digital.

5.Picos de horários

Quanto em média seu e-commerce vende por hora. Podendo visualizar qual a hora mais lucrativa do seu dia.

LTV

Diferente do ticket médio, onde é calculado a média de valor gasto no seu e-commerce. O LTV ou Lifetime Value que em tradução significa valor do ciclo de vida do cliente.

Esse cálculo é bem importante para qualquer negócio, já que mostra a saúde da empresa no longo prazo.

Ao usar essa métrica você pode perceber o quanto de lucro um cliente pode trazer após a primeira compra e qual a média de tempo que ele fica com sua empresa.

Então, como esse cálculo traduz o valor de cada cliente para sua empresa, estamos trabalhando nele a retenção.

Não é incomum as empresas se preocupam em apenas atrair novos clientes, que também é muito importante. Mas segundo estudos da  Harvard Business Review, é 25 vezes mais caro atrair novos clientes do que fidelizar os existentes.

Por essa razão é preciso estar sempre de olho nessa métrica. Sua base de cálculo de LTV é:

LTV = valor do ticket médio x tempo de retenção de clientes

Como visto, essa métrica depende do cálculo de outras, porém, continua sendo simples ao ter o resultado do ticket médio busque quantas compras recorrentes em média seus clientes fazem e ache por quanto tempo eles continuam comprando seus produtos ou serviços. Multiplicando esses dois resultados, você terá o valor do ciclo de vida de seus clientes.

Essa métrica ajuda você a tomar decisões em relação as campanhas de marketing digital e quanto está disposto a investir por cliente de seu e-commerce.

ROI

Com certeza essa métrica é uma das mais faladas e não é por menos. O ROI é o cálculo que mostra o retorno sobre o seu investimento, ou seja, é através dele que você tem o controle de que está realmente recebendo um retorno maior do que o investido nas estratégias de marketing digital para o seu e-commerce.

Diferente de outros cálculos onde você encontra resultados amplos. No ROI, é possível separar e fazer um cálculo para cada campanha. Também é possível comparar entre elas qual está trazendo o resultado esperado, a lucratividade, etc.

Além desse controle, também é importante identificar qual não está fazendo tanto sentido para seu e-commerce e a partir disso tomar decisão de corte ou revisão da estratégia.

Para saber o seu retorno sobre o investimento você vai usar a seguinte fórmula:

ROI = (receita – custo do investimento) / custo do investimento

Então, você irá primeiro subtrair sua receita pelo custo do seu investimento em x campanha. Em seguida, divida o resultado pelo custo do investimento novamente. Portanto, o resultado será o retorno que você conseguiu a cada real investido.

CAC

Por fim, agora falaremos sobre o CAC que é custo de aquisição de clientes. Ou seja, quanto está sendo preciso investir em estratégias de marketing digital para atrair novos clientes para seu e-commerce.

Esse cálculo alcança todas as etapas do seu funil. Então, para fazer essa conta você precisa definir um período primeiro.

Esse cálculo te ajuda a identificar o quanto precisa ser investido em cada campanha para conseguir novos clientes para seu e-commerce, também ajuda a controlar e comparar se os custos de aquisição estão mais baixos do que a vida útil de cada cliente.

Para ficar de olho nessa métrica você vai usar essa base de cálculo:

CAC = Soma dos investimentos / Número de clientes adquiridos.

Então, após definir o período a ser calculado, você dividirá a soma dos investimentos que fez com o número de clientes que conseguiu naquele período. Mas, não é apenas isso, para saber se seu CAC está tendo um retorno positivo você pode calcular o ticket médio desses novos clientes e subtrai-lo pelo CAC.

Dessa forma, você pode ver se seu CAC está ficando positivo ou negativo, ou seja, se está tendo lucro ou prejuízo para conseguir esses novos clientes.

Benefícios de utilizar estratégias de marketing digital para e-commerce

Atualmente, a internet permite fazer campanhas de marketing digital e relatórios cada vez melhores e em tempo real, o que ajuda a guiar e tomar as melhores decisões de investimento.

Contudo, ainda pode existir algumas objeções sobre começar a investir ou não em marketing. O importante, no entanto, é saber que para um e-commerce de sucesso marketing não é tudo, mas deve ser utilizado analiticamente e estrategicamente.

Então, aqui vão as principais vantagens de alinhar estratégias de marketing digital com seu e-commerce:

1.Economia

O custo de investimento que você tem para campanhas de marketing digital é consideravelmente menor do que o que é feito para campanhas tradicionais de marketing.

2.Calculável

No marketing digital você consegue analisar de perto os resultados sendo mais fácil ver sua eficácia e ter respostas rápidas.

3.Segmentação

Um dos principais pontos é ter a vantagem de chegar direto no seu cliente ideal ao fazer uma segmentação, evitando perder dinheiro ao falar com quem não tem interesse no seu produto ou serviço.

4.Alcance

Além de falar com seu cliente ideal, você ainda consegue falar com clientes de qualquer parte do mundo já que na internet não temos barreiras geográficas;

5.Permite mudanças

Uma das vantagens é ter a liberdade de mudar a estratégia a qualquer momento;

6.Melhora a taxa de conversão

Ao adicionar leads mais específicos é considerável a melhora na sua taxa de conversão.

Portanto, se você quer aumentar a vida útil do seu e-commerce e acelerar seu lucro, um dos passos a se tomar, é investir no marketing digital.

Preparado para aplicar estratégias de marketing digital para e-commerce?

Resumindo, o mercado do marketing digital é amplo e possui inúmeras ferramentas. Como já falamos antes, é possível, sim, fazer vendas sem nenhuma dessas estratégias, contudo, em um mercado competitivo, pode ser bem desafiador. Afinal, o marketing digital no e-commerce atua bastante na atração e retenção de clientes, uma parte fundamental para o sucesso real da sua operação.

Sem dúvida, as operações que utilizam essas ferramentas buscam sempre melhorá-las para expandir seus resultados. Então, analise quais são as melhores possibilidades para seu e-commerce, de acordo com nicho, tipo de e-commerce em que o seu opera e sua persona e, então, comece a aplicá-las.

Se tiver ficado alguma dúvida sobre algum dos métodos ou ferramentas pode deixar nos comentários que responderemos com todo o prazer.

Confira também

Quer receber mais conteúdos como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por e-mail e fique por dentro de todas as novidades do mundo do e-commerce!

Ge-commerce - Todos os direitos reservados