fbpx

SEO para e-commerce: aprenda passo a passo como otimizar na sua loja virtual e aumentar seu faturamento

O SEO para e-commerce é uma estratégia essencial para garantir o sucesso de um e-commerce através de otimizações pensadas no seu cliente e bom ranqueamento nos mecanismos de busca. Já imaginou sua loja ser a primeira resposta nos mecanismos de buscas?

Para isso ser possível, é preciso conhecer e implementar as estratégias SEO para que sua página possa alcançar um bom lugar nesse ranking. Sendo assim, vamos te mostrar um pouco mais sobre essa estratégia, como funciona e como utilizar em seu e-commerce, basta continuar lendo esse conteúdo!

 Mas afinal, o que é SEO?

Quando surge alguma dúvida ou estamos procurando por certo produto, o primeiro passo é buscar no Google, certo? Esse motor de busca conta com mais de 100 bilhões de pesquisas feitas a cada semana. No entanto, a maioria das pessoas apenas clicam nos primeiros resultados da busca.

Por isso, uma das estratégias para um e-commerce ter sucesso e atrair mais tráfego para sua loja virtual, é importante ocupar uma das primeiras posições de destaque. É nesse contexto que entra o SEO, sigla para Search Engine Optimization, que, em português, significa Otimização para Mecanismos de Buscas.

Como o próprio nome sugere, o SEO é um conjunto de técnicas e estratégias usadas com o intuito de otimizar sua página pensando no seu usuário e, dessa forma, posicionar a sua página entre os primeiros resultados dos motores de buscas, como o Google, por exemplo.

Como funciona o SEO?

Um dos mecanismos de busca mais conhecidos é o Google, e é através dos seus robôs que uma página é considerada boa o bastante para ranquear nas primeiras posições da página de busca.

Dessa forma, cada vez mais, o Google pretende mostrar o melhor resultado para o usuário. Então, as otimizações de SEO deverão focar em entregar a melhor solução para seu cliente juntamente com aspectos técnicos de otimização de página e a partir disso colocar a sua loja virtual ou produto entre as primeiras posições.

Para entender melhor, quando uma pessoa faz uma pesquisa no Google, o motor de busca faz uma busca por informações na rede a partir do termo usado, a palavra-chave. Sendo assim, o Google analisa uma série de fatores, selecionando os resultados que possam ser mais úteis ao usuário.

Por isso, oferecer informações importantes sobre seu produto na descrição, um título informativo e interessante, imagens com boa resolução, um layout de site agradável e de carregamento rápido farão seu cliente se sentir confortável e seguro a comprar de você e fará o Google mostrar o seu site a cada vez mais pessoas.

Por que é importante usar SEO no seu E-commerce?

Agora você já sabe o que é SEO e como funciona. Mas, você sabe qual a importância dessa estratégia para o seu e-commerce? De acordo com a E-commerce Trends, os e-commerces do Brasil que investem em SEO atraem 13,2 vezes mais visitantes. 

Mas, não é só isso, essas lojas virtuais também conquistam cerca de 5,7 vezes mais clientes, ou seja, usar SEO para o seu e-commerce garante muitos benefícios, um deles é diminuir o seu custo de aquisição de clientes e outras vantagens:

-Aumenta o número de tráfego de qualidade com clientes que têm interesse em seus produtos;

-Ganha autoridade e credibilidade no mercado, estando à frente dos seus concorrentes nos motores de busca;

-Atrai maior tráfego orgânico, podendo diminuir o investimento em anúncios ao longo do tempo;

-Aumento de vendas;

Otimizações básicas de SEO para seu E-commerce

Se você deseja obter maior tráfego orgânico para o seu e-commerce e aumentar as vendas, veja logo abaixo algumas dicas básicas de SEO!

1.Palavras-chave, faça seu produto ser encontrado

Escolher as palavras-chave adequadas para os seus clientes é essencial para o Google ranquear bem o seu e-commerce ou página de produtos. A escolha das palavras-chave adequadas ao momento da jornada de compras do seu cliente ajudará a levar tráfego especializado para seu e-commerce.

Isso porque, há dois tipos de palavras-chave, as head tail são termos mais curtos e gerais, enquanto as long tail são mais longas e específicas.

As head tail, normalmente estão relacionadas ao começo da jornada, onde o cliente ainda não tem clareza do produto que está procurando. Por exemplo, um cliente em busca de novos fones de ouvido pode procurar por “fone de ouvido” apenas e a partir disso, começará a entender as especificidades que deseja ter em seu novo produto.

Jás as long tail, são palavras-chave com menor volume de busca, mas com maior especificidade e maiores chances de ranqueamento. Vamos voltar ao exemplo que demos acima? Agora o seu cliente já sabe exatamente o tipo de fone que deseja, então ele vai buscar onde encontrar, e a pesquisa dele poderá ser “Fone de Ouvido Bluetooth JBL intra-auricular preto”, então, se você tem esse produto na sua loja, ele poderá aparecer mais facilmente para o cliente. 

2.Títulos para as páginas

Não esqueça de adicionar bons títulos em todas as páginas de seu site, afinal de contas, será a partir deles que o cliente será impelido a clicar e entrar na sua loja virtual.

Os títulos também são importantes para obter um melhor ranqueamento, o recomendado é o título ter cerca de 60 a 70 caracteres e usar as palavras-chave.

Como no exemplo que demos acima, a palavra-chave long tail junto com outras características do produto é o título ideal para sua página, e isso deve ser levado em conta durante o cadastro de produtos na sua loja virtual.

3.Heading tags, facilitando a leitura para seus clientes

As heading tags servem para destacar títulos e subtítulos, e auxiliar na escaneabilidade do texto, facilitando para seu cliente encontrar a informação que deseja mais rápido.

De forma básica, são códigos HTML conhecidos como H1, H2, H3, H4, H5 o H6. Esses subtítulos são usados de forma hierárquica, ou seja, se usou H2 o próximo deve ser H3, e assim sucessivamente.

Vale notar que a H1 conta como o título principal e deve ser usada apenas uma vez. Isso facilita a organização da página e facilita a identificação do assunto por meio dos mecanismos de buscas.

Na sua loja virtual, as heading tags serão utilizadas na descrição dos produtos. Por exemplo, o H1 será o nome do produto com a palavra-chave principal, já o H2 pode ser as descrições técnicas do produto e o H3 os subtópicos que formam as partes técnicas do seu produto.

Veja o exemplo:

H1: Fone de Ouvido Bluetooth JBL Intra-auricular Preto
H2: O lendário som JBL nos seus ouvidos
H3: Encaixe confortável e suave
H3: Resistência a água e suor

4.Meta descriptions, atraia ainda mais os clientes para seu e-commerce

A meta description é um pequeno texto que contém uma breve descrição do conteúdo e será mostrada na página de busca, é um texto apoio para instigar o cliente a entrar na sua loja virtual.

Quando alguém faz uma busca, a sua página irá aparecer e, logo abaixo do título, está a meta description.

Esse ponto é importante pois poderá influenciar o usuário a clicar na sua página ou não. Vale notar que, embora seja voltada para o usuário saber do que se trata o seu conteúdo, a meta description também pode melhorar o SEO do seu e-commerce.

Afinal, caso a meta description não seja boa o suficiente, mesmo que o usuário acesse sua página, as chances de ele sair mais rápido, são maiores. Ainda mais caso o conteúdo não seja condizente com a descrição.

Esse acesso rápido é um fator que acaba por aumentar a taxa de rejeição da sua página. O Google, então, conclui que sua página não é relevante o suficiente, diminuindo as chances de exibi-la novamente.

Ao fazer sua meta description, escreva uma descrição curta, de até 160 caracteres, clara, objetiva, que seja interessante e que descreva o que seu cliente vai encontrar na sua página.

5.Otimize as imagens

Para um e-commerce, as imagens são fundamentais, pois elas influenciam diretamente na decisão de compra do cliente. Porém, de nada adiantar escolher boas imagens se não tiver cuidado com as tags.

Isso quer dizer que você precisa preencher a tag alt com algum texto condizente com a imagem, para o caso de ela não for exibida, o cliente ter contexto do que existe ali. Enquanto a tag title trata-se do nome do arquivo, que precisa conter a palavra-chave do produto.

Além de ajudar no ranqueamento das buscas, isso também faz com que os seus produtos apareçam nas pesquisas de imagens.

6.URLs amigáveis

A URL é o endereço web de seu e-commerce e, também, é um fator essencial do SEO. Isso porque contribui para que os motores de buscas encontrem a sua página de modo mais fácil, por conseguir entender melhor do que se trata.

Sendo assim, use uma URL amigável, que seja fácil de entender, direta, que tenha a palavra-chave e que condiz com a página.

No nosso exemplo, a URL poderia ser:
seuecommerce.com.br/fones-jbl/fones-bluetooth-jbl-intra-auricular

7.Linkagem interna

Fazer uma linkagem interna em suas páginas também é um fator importante para a relevância delas.

A linkagem interna consiste em colocar um link em alguma página que redireciona para outra seção do seu site.

Na homepage, por exemplo, é ideal colocar os links das outras páginas de seu site, nas vitrines, como os ‘mais vendidos’ ou ‘novidades’. Assim você deixa mais fácil para o cliente navegar pela sua loja virtual e melhora seu SEO.

8.Arquitetura do site

Quando estiver organizando todos os produtos do seu e-commerce, é essencial pensar em como será a arquitetura da página. A hierarquia da navegação deve seguir uma lógica, além de ficar bem clara para os clientes se localizarem melhor.

Por exemplo: página inicial > fones de ouvido > fones de ouvido bluetooth > fone de ouvido bluetooth JBL.

 Dessa forma, você torna a experiência de navegação do seu cliente melhor e contribuiu para o SEO.

Otimizações On page de SEO para e-commerce

A estratégia SEO é divida entre duas vertentes: On page e off page.

O SEO on page se refere a todos os fatores internos de ranqueamento da sua página, ou seja, engloba todas as alterações que você faz dentro da sua loja virtual.

Os algoritmos do Google entendem essa ação como boas práticas de SEO, pois o seu sistema consegue entender melhor do que se trata o seu conteúdo. Há uma série de elementos que são usados para melhorar o SEO on page, tais como as que vimos acima:

-Tittle Tag;

-URL;

-Meta Description;

-Palavras-chave;

-Heading Tags;

-Otimização de imagens;

-Velocidade do site;

-Divisão de categorias na loja virtual.

 Otimizações Off page de SEO para e-commerce

Enquanto o SEO on page é focado em otimizar elementos dentro da página do seu e-commerce, o off page são as ações feitas fora da sua página. Para assim obter mais autoridade e chamar a atenção dos algoritmos do Google para a sua página.

Sendo assim, o SEO off page consiste em outros sites e blogs usarem o link do seu domínio como uma referência em seus conteúdos. Dessa forma, quanto mais páginas usarem o seu link, maior será a autoridade e relevância do seu site.

Os algoritmos dos motores de buscas entendem que o seu e-commerce é relevante e tem autoridade. Com isso, você consegue melhorar o seu ranqueamento nas buscas.

 Otimizações avançadas de SEO para e-commerce

Para que você possa otimizar o SEO para o seu e-commerce com recursos mais avançados, confira a seguir algumas boas estratégias.

1.Velocidade de carregamento

O tempo que uma página leva para carregar influencia de forma significativa do ranqueamento do Google. Por isso, garantir a um site que as páginas carreguem de forma mais rápida é uma boa forma de otimizar o SEO para o e-commerce.

Além disso, também é preciso investir em um carregamento mais rápido também para mobile. Pois, cerca de 85% dos brasileiros, fazem suas compras pelo smartphone, dessa forma, é preciso que o site também atenda a esse público.

2.Descrições e páginas completas

Quanto mais você fornecer informações relevantes e descrições detalhadas sobre os seus produtos, melhor será o seu posicionamento SEO e maior será a chance de convencer seu cliente a comprar as sua loja. Sempre que possível, acrescente conteúdos que possam ser úteis ao cliente durante a compra.

Veja logo abaixo alguns exemplos do que você pode adicionar em suas descrições e páginas:

-Descrições completas;

-Imagens ilustrativas;

-Detalhes técnicos;

-Guia ou sugestão de uso;

-Avaliações e comentários de quem já comprou o produto;

-Perguntas e respostas.

3.Marketing de Conteúdo para SEO

O Marketing de Conteúdo é um ótimo aliado do SEO, além de ser uma estratégia de marketing digital para e-commerce. Porém, a maioria acaba ignorando a importância dessa estratégia. Para aumentar ainda mais o tráfego orgânico do seu e-commerce é preciso criar conteúdo que seja relevante para o seu público.

Você pode criar conteúdo em diferentes formatos, como por exemplo:

-Artigos em blogs;

-Vídeos tutoriais;

-Infográficos;

-Redes Sociais.

O principal objetivo do marketing de conteúdo é gerar e construir uma autoridade para a sua loja e então, conseguir cada vez mais clientes a partir disso. Sendo assim, você pode criar conteúdo para sanar as dúvidas dos clientes e oferecer soluções.

Erros comuns de SEO para E-commerce

Os erros de SEO no e-commerce são mais comuns do que a maioria das pessoas imagina e podem causar uma série de problemas para a sua loja virtual. A boa notícia, no entanto, é que esses erros são simples e podem ser resolvidos facilmente.

Veja logo abaixo quais são alguns dos erros mais comuns de SEO para e-commerce:

-Escolha da plataforma: não são todas as plataformas de e-commerce que são otimizadas para SEO. Por isso, escolha com atenção qual plataforma vai usar;

-Conteúdo duplicado: não use descrições de produtos dos fabricantes, tampouco deixe sem uma descrição. O ideal é escrever as suas próprias descrições, que sejam criativas, interessantes e que tire todas as dúvidas dos clientes;

-Links quebrados: quando uma página deixa de existir, lembre-se sempre de criar redirecionamentos para uma nova URL do mesmo produto ou de outros conteúdos semelhantes;

-Duplicidade de títulos: é essencial que cada página de seu e-commerce tenha um título único e exclusivo;

-Não disponibilizar comentários e avaliações dos produtos: como dito antes, para uma loja virtual, é importante colocar as avaliações e comentários dos clientes sobre os produtos.

Ferramentas de SEO para acompanhar o desempenho do seu E-commerce

Por fim, caso esteja em busca de ferramentas SEO para buscas palavras-chave e acompanhar os resultados da sua estratégia de SEO, confira logo abaixo algumas das melhores do mercado:

-Google Search Console;

-SEMRush: ferramenta de SEO e marketing;

-Ubersuggest: ferramenta de SEO para palavras-chave;

-Google Trends: a primeira ferramenta de SEO;

-Ahrefs: ferramenta SEO para palavras-chave.

Conclusão

A maioria das pessoas clica nos resultados orgânicos, enquanto apenas 10% clicam nos anúncios, e isso acompanha o novo perfil de consumidor, que busca sempre indicações de amigos e familiares e, também, quer sempre as melhores informações e as mais adequadas a ele possível. E esse é o trabalho do SEO para seu e-commerce.

Portanto, seja qual for o tamanho do seu e-commerce ou qual o segmento, você precisará trabalhar com SEO para ganhar mais visibilidade em meio a tantos concorrentes.

Contudo, o SEO para e-commerce é uma estratégia com resultado de médio a longo prazo, então, quanto mais cedo você começar a implementar pequenas mudanças no seu e-commerce, mais cedo começará a ver resultados orgânicos de visibilidade para sua loja.  

Por fim, não esqueça de deixar o seu comentário caso ainda tenha alguma dúvida sobre o assunto!

Confira também

Quer receber mais conteúdos como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por e-mail e fique por dentro de todas as novidades do mundo do e-commerce!

Ge-commerce - Todos os direitos reservados